Confiança do consumidor alcança maior nível desde 2014

Indicador alcançou os 82,4 pontos em outubro. Semelhante a um termômetro, quanto mais o índice cresce, maior o nível de otimismo

Depois de seis altas consecutivas, o Índice de Confiança do Consumidor atingiu 82,4 pontos – o maior nível desde dezembro de 2014 (86,6 pontos). Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV) e foram divulgados nesta quarta-feira (26).

De acordo com a pesquisa, apenas entre setembro e outubro, o indicador subiu 1,8 ponto. Na comparação entre outubro e igual mês do ano passado, houve uma alta de 15,8 pontos.

Segundo a coordenadora da Sondagem do Consumidor, Viviane Seda Bittencourt, a recuperação da confiança continua a ser comandada pelas expectativas.

“Apesar de a tendência ainda declinante do mercado de trabalho, as perspectivas de desaceleração da inflação e de queda das taxas de juros parecem contribuir para previsões menos pessimistas em relação à evolução das finanças familiares e para as perspectivas de compras de duráveis no curto prazo”, afirmou.

Condições de consumo

A FGV informou, ainda, que em outubro houve ligeiro aumento da satisfação dos consumidores em relação à situação presente e o sexto avanço consecutivo dos indicadores que medem expectativas para os meses seguintes.

O indicador que mede a situação atual dos consumidores, um dos componentes do índice de confiança, avançou 0,8 ponto em outubro ao alcançar os 69 pontos. Um segundo componente do indiciador de confiança, o que mede as expectativas em relação ao futuro, subiu 2,5 pontos e atingiu 92,6 pontos.

A pesquisa ainda revela que houve melhora na intenção de compras de bens duráveis pelo quinto mês consecutivo, atingindo o maior nível desde março de 2015 (77,9 pontos). A pesquisa coletou informações em 2.045 domicílios entre os dias 1° e 22 de outubro.

Fonte: Portal Brasil

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *