GM avança com elaboração do Plano Operacional

Mais antiga instituição do gênero em atividade no país, a Guarda Municipal de Feira de Santana passará a contar com um Plano de Gestão Administrativa e Operacional visando impulsionar e modernizar suas ações, determinando um norte a ser seguido. A iniciativa foi lançada na manhã desta quarta-feira, 3, com a instalação da comissão especial responsável pela elaboração do projeto, durante solenidade em um auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Coordenador da ação, o secretário de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev), Pablo Roberto, ressalta o marco que representa para a instituição a implantação do Plano de Gestão. “A partir da elaboração do plano, a Guarda Municipal terá um norte de operação, ficando clara para a instituição e para a população feirense quais são suas atribuições e competências”, frisou.

Pablo Roberto também ressaltou que a comissão terá o papel de coordenar os trabalhos. E convocou todos os guardas municipais a participarem, dando suas contribuições com sugestões para a elaboração do que considera uma grande conquista para a categoria.

Para a subcomandante da GM, Cristina Renata Lima Pires, a questão da segurança pública deve envolver todos os segmentos da sociedade, não somente os poderes públicos das esferas federal, estadual e municipal como também a comunidade.

Ex-secretário da Seprev, Mizael Freitas ressaltou que a iniciativa é “um marco para a instituição”. E, conforme explica, “a implantação efetiva do Plano de Gestão marca um pensar diferenciado para reconhecimento da Guarda Municipal de Feira de Santana”.

Em seguida, o secretário de Transporte e Trânsito (SMTT), Pedro Boaventura, proferiu palestra abordando justamente sobre planejamento estratégico. Na condição de coronel da PM, abordou suas experiências e a necessidade da instituição estar voltada para mudanças, para a modernização.

Na avaliação da presidente da Associação dos Guardas Municipais de Feira de Santana, Ângela Porto, observou as transformações que o plano vai proporcionar. “Vamos passar as responsabilidades ao seu setor e não ao indivíduo”, destacou.

Fonte: PMFS

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *