Mais dois Polos Base no Amazonas são entregues

Estruturas ofertarão maior qualidade de atendimento a mais de 7 mil indígenas

Apopulação indígena do Alto Rio Solimões, em Tabatinga, no Amazonas, conta agora com mais dois centros de atendimentos à Saúde para oferecer tratamento de qualidade a 7 mil indígenas que vivem na região. Os centros, chamados de Polos Bases Umariaçú I e II, foram inaugurados durante a 19ª Missão Interministerial, do Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Defesa.

A inauguração do Polo Umariaçú II e o trabalho das equipes desde segunda (7) agradou a cacica da aldeia, Trindade Bernardino Fidelix. Para ela, o atendimento dos profissionais de Saúde trouxe agilidade e evitou o deslocamento dos indígenas a Manaus (AM), em busca de tratamentos. “Fico muito agradecida com o trabalho de vocês e com o que estão fazendo por nossa população”.

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Solimões possui a segunda maior população indígena do Brasil. São 70.823 indígenas de 27 etnias distribuídos em 236 aldeias. Para atender a essa população, que está em 13 Polos Bases, o distrito possui 16 Unidades Básicas de Saúde Indígena, 22 Unidades de Atenção Primária Indígena (UAPIs) e 10 Ambulanchas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência da Saúde Indígena (SAMUSI).


Com informações do Ministério da SaúdeCategoriaSaúde e Vigilância SanitáriaTags: Saúde IndígenaAldeia indígenaAmazonas TabatingaAlto Rio Solimões

CONTEÚDO RELACIONADO

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *