PMs realizam capacitação para intensificar trabalhos sociais

Os policiais militares que atuam nas 17 Bases Comunitárias de Segurança (BCS) espalhadas pelo território baiano passam por capacitação técnica para ampliar os serviços nas comunidades. Durante o I Encontro de Orientação e Atuação Pedagógica para os Grupos de Trabalho das bases, que teve início nesta quinta-feira (25), comandantes, instrutores e monitores assistem a palestras e participam de oficinas envolvendo temas importantes do cotidiano, como cidadania, relações pessoais, ambiente de trabalho e ações preventivas no atendimento a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.
O evento é realizado no auditório do Colégio da Polícia Militar, na Avenida Dendezeiros do Bonfim, em Salvador, e prossegue até sexta (26). “Profissionais de universidades públicas, da própria PM e de organizações não governamentais têm ministrado palestras e orientado os militares a como realizar os atendimentos nos bairros, levando em conta a diferença de idade e de necessidade de cada pessoa. Aqui também é lugar para expor as dificuldades dos trabalhos e pensarmos em soluções e ações para melhorarmos ainda mais os serviços”, explica a capitã Maria Oliveira, coordenadora do setor de projeto do Departamento de Polícia Comunitária.
As atividades promovidas nas bases comunitárias possuem três pilares de atuação: o esporte, a cultura e a ação social. Segundo a capitã Sheila Barbosa, comandante da Base Comunitária de Santa Cruz, na capital, o encontro proporciona a troca de experiência. “A minha base tem know-how em esportes e outras têm outras áreas de maior atuação. Aqui nós podemos conversar e trocar informações que orientem melhor cada trabalho”, afirma a capitã.
O conhecimento adquirido nos dias de evento vai subsidiar os próximos projetos que devem ser realizados nas bases. De acordo com o soldado João Felipe Machado, instrutor da Base Comunitária de Itinga, em Lauro de Freitas, o trabalho desenvolvido pela unidade através do xadrez em três escolas da Região Metropolitana de Salvador (RMS) – assim como as ações de artes marciais, informática e manutenção de computadores, artesanato e música de outras bases – tem obtido bons resultados e será potencializado em 2016. “O trabalho é ótimo e estamos nos preparando para torná-lo ainda melhor”, conclui o militar.
Programação de sexta-feira (26)
Manhã:
Palestra – Dilema das Práticas: Possíveis caminhos para a reflexão e construção de ações preventivas no atendimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social
Palestrante: José Eduardo Ferreira Santos, pós doutor em Psicologia, pós-doutorado em Cultura Contemporânea, doutor em saúde pública, mestre em psicologia, pedagogo
Apresentação de projetos de reformulação do Sistema de Ações Preventivas
Expositores: Comandantes das Bases Comunitárias de Segurança; Capitã PM Maria Oliveira e Soldado PM Renan Sant´Ana.
Tarde:
Dinâmica Pedagógica – A Gestão da aprendizagem no trabalho com projetos sócio educativos, na perspectiva da cultura, arte, esporte, lazer, com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade
Palestrantes: Marcio Leal Anunciação, especialista em metodologia do esporte e lazer, coordenador de projetos sociais e esportivos da Secretaria Municipal de Feira de Santana; e José Eduardo Ferreira Santos, pós doutor da Universidade Federal da Bahia (Ufba)
Fonte: Ascom.ba
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *