Saúde disponibiliza vacinas nas unidades durante todo o ano

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Programa de Imunização, disponibiliza durante todo o ano doses importantes de vacinas, que fazem parte do calendário básico de vacinação da criança, do adolescente, adulto e idoso. São aproximadamente 30 imunobiológicos.

Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos postos do Programa de Saúde da Família (PSF) podem ser encontradas vacinas contra a hepatite, tétano, tuberculose (BCG), meningite, febre amarela, bem como disponibiliza as vacinas tríplice viral – combate o sarampo, a caxumba e a rubéola – e a DPT (difteria, tétano e coqueluche), entre outras.

Nesta sexta-feira, 9, é comemorado em todo o país o Dia da Imunização. A coordenadora do Programa de Imunização, enfermeira Kátia Ferrais aproveita para destacar a importância da vacinação. “As vacinas aumentam a perspectiva de vida da população, diminuindo os índices epidemiológicos de doenças causadas por imunopreveníveis, a exemplo da pneumonia, meningite, coqueluche e sarampo”.

De acordo com ela, as unidades de saúde são abastecidas semanalmente. Já o Município recebe as doses dos imunizantes a cada mês ou por quinzena. “As vacinas ficam na Rede de Frio, onde são armazenadas adequadamente em câmeras frias, atendendo as normas do Ministério da Saúde”, salienta Kátia Ferrais.

O Programa de Imunização realiza duas campanhas por ano: contra  a Influenza e da Multivacinação. Também realiza a cobertura vacinal do ano vigente. “É o momento em que é verificado se as áreas estão cobertas. Ou seja: fazemos o monitoramento das cadernetas de vacinação, no sentido de verificar se estão atualizadas”, explica.

Programa de Imunização

Além de distribuir as vacinas para as unidades de saúde, no Programa de Imunização funcionam outros serviços, como de Reação Adversa e o de Imunoespeciais – pessoas em situação especial por patologias específicas podem solicitar a vacina na unidade de saúde, mediante relatório médico, documentos pessoais e comprovante de residência, que serão encaminhados para o Centro de Referência, em Salvador, onde a solicitação será avaliada.

“Também temos o serviço de vacina sob suspeita – analisa as vacinas que sofreram alteração de queda de energia, por exemplo – e o sistema de informação, onde são lançados todos os dados”, acrescenta a coordenadora do programa, Kátia Ferrais.

Fonte: Prefeitura Municipal de Feira de Santana

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *