Sonho de mais de 200 casais é realizado em casamento coletivo

O coração de Maria Antônia de Souza, 49 anos, acelerou quando viu Clóvis da Conceição Pulgas, 44, passar pela catraca do ônibus. Ambos iam para o distrito de Ipuaçu e já no percurso se permitiram a um bate-papo. Desse encontro inesperado já são 25 anos de convivência, três filhos e três netos. Nesta quinta-feira, 10, toda a família foi comemorar essa história de amor e de mais 234 casais que oficializaram a união, durante a 15ª edição do Casamento Coletivo.

A iniciativa faz parte do projeto Família Cidadã desenvolvido pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), em parceria com o Poder Judiciário. Ela possibilita a casais de baixa renda e de diferentes idades realizar o sonho de casar de forma gratuita.

“Sempre quis casar, esse era o meu maior sonho. Mas, quando chegava próximo a data da inscrição para o Casamento Coletivo tinha algum imprevisto que me impedia de chegar até aqui. Hoje, com a graça de Deus, deu tudo certo. De agora em diante, terei uma nova vida com o meu esposo. Serei exemplo para as minhas filhas, que também já convivem junto”, comentou Maria.

A cerimônia, que aconteceu na Igreja Assembleia de Deus Cristianismo Sem Fronteiras, reuniu além dos casais, cerca mil pessoas entre convidados e padrinhos que assistiram a uma celebração ecumênica.

Segurando um buquê de rosas vermelhas, a estudante Patrícia da Silva, 16 anos, que é moradora do George Américo, disse que aquele estava sendo um dos momentos mais felizes da sua vida. “O outro foi a experiência da maternidade. Só faltava isso para a felicidade ficar completa”. Nesta manhã, ela oficializou o casamento com Lucas Farias, 22, pai de Davi Lucas, 1.

O vice-prefeito Luciano Ribeiro representou o prefeito José Ronaldo na cerimônia.  Também presente o secretário de Planejamento, Carlos Brito. “O casamento além de regularizar as relações civis, permite aos casais alguns benefícios que o Estado Brasileiro oferece, a exemplo de tarifas sociais”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira.

Fonte:PMFS

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *