LAI ÍDOLO NO FLUMINENSE E NO BAHIA DE FEIRA.

Foto: Acervo part

Ele foi um dos jogadores que mais se identificaram com o futebol de Feira de Santana e a cidade, a ponto de aqui constituir família e residir durante muito tempo. Lai (Everaldo Melquíades Assunção – segundo da esquerda para a direita), natural de Salvador, começou no E. C. Bahia, no final da década de 1950 e o seu futebol, rápido e objetivo, com ótima finalização, chamou atenção da diretoria do Fluminense de Feira para onde ele veio e conquistou o bicampeonato baiano de aspirantes e forma invicta (1960/1961). Esteve também em outras equipes como Botafogo, Galícia e Vitória, no qual foi campeão baiano em 1965.

Retornou ao Fluminense, atuando ainda no Feira E. C. (Bahia de Feira).  Depois de encerrar a carreira exitosa no futebol baiano, Lai dedicou-se a atividade de funcionário público e professor de educação física, voltando a residir na capital baiana, onde faleceu. Mas é lembrado pelos torcedores do Fluminense e do Bahia de Feira pela sua habilidade com a bola, seus lampejos e finalizações precisas para as redes do time adversário.

*Por Zadir Marques Porto.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *