Alunos de curso preparatório da BCS do Bairro da Paz são aprovados no Ifba

Seis estudantes, moradores do Bairro da Paz, em Salvador foram aprovados para ingressar no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), depois de participarem de um curso preparatório promovido pela Base Comunitária de Segurança (BCS) da região e pela instituição de ensino. O resultado, publicado no dia 16 de Janeiro, representa uma oportunidade de melhoria de vida para os jovens.

Os aprovados não disfarçam a satisfação e as expectativas para o futuro, como afirma Sainara Santos, de 15 anos, aprovada para o curso técnico em automação industrial. “Espero seguir conquistando mais e mais coisas. Tenho certeza que esta aprovação vai representar uma evolução muito grande não apenas para mim, mas para minha família. Porque não foi uma batalha só minha, mas de todos que estiveram ao meu redor”.

O Projeto Arte é Vida, promovido pela BCS, foi o ponto inicial para que o Ifba se interessasse em instalar o curso preparatório no bairro. O projeto será ampliado para outras Bases Comunitárias de Segurança do Estado em 2017, tanto na capital, quanto no interior.

Para o comandante da base do Bairro da Paz, capitão Henrique Alves, o resultado positivo é um motivador para que outros jovens da comunidade saiam em busca de oportunidades melhores para o futuro. “Nós acreditamos na transformação pela educação. Estes aprovados certamente vão influenciar positivamente para que outros jovens da comunidade busquem nos estudos um caminho de melhora. Queremos dar continuidade. Estamos iniciando uma turma para próximo concurso da polícia militar, com professores aqui da base e do próprio Ifba. O objetivo de todos os projetos que oferecemos é dar mais dignidade para comunidade, mais inclusão social”, afirma o comandante.

Superação

Em busca de oportunidades de estudo, os jovens aproveitaram a oportunidade oferecida pelo curso preparatório, superando as dificuldades. Como afirma Lívia Silva, 15 anos, aprovada para o curso de técnico em eletrônica. “O curso veio abrir portas para mim, mas a gente enfrenta dificuldades. Mas o desejo de vencer sempre fala mais alto. Eu estive muito próxima de desistir, se não fosse o apoio que recebi aqui das pessoas da base e de meus parentes eu não teria conseguido”, afirma.

Além da aprovação, os jovens celebram com orgulho o fato de se tornarem uma representação positiva dentro da comunidade. Juan Carlos Costa, de 15 anos, aprovado para o curso de técnico em mecânica, se diz honrado. “Existe um preconceito muito grande com o que existe aqui dentro. Essa é uma chance de demonstrarmos que o Bairro da Paz não é feito de violência. Aqui temos arte, cultura e, principalmente, estudo, porque com educação a gente vai longe”.

Fonte: Ascom.ba

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *